sábado, 3 de abril de 2010

A Educação Brasileira

O Sistema Educacional

O sistema educacional brasileiro inclui tanto instituições públicas (federais, estaduais e municipais) como privadas, que abrangem desde os níveis pré-escolar, primário, (1º grau) e secundário (2º grau), até o ensino superior e pós-graduação. A educação é obrigatória entre os 7 e 14 anos de idade. A educação pública é gratuita em todos os níveis. Os estabelecimentos privados sem fins lucrativos podem receber fundos públicos. A Constituição brasileira de 1988 destina 25% da arrecadação de impostos estaduais e locais para a educação. Durante os últimos 25 anos foram realizados importantes avanços na estrutura educacional brasileira. Em 1964, havia um total de dez milhões de alunos assistindo a aulas em todos os níveis. Em 1994, havia 42,7 milhões, dos quais quatro se encontravam em nível pré-escolar; 27,4 em nível primário; 9,6 no secundário; e 1,7 milhões freqüentando a universidade. Apesar desse progresso, menos de 40% da população com idade para cursar o nível secundário encontra-se matriculada em algum estabelecimento educacional.
No Brasil, um dos maiores problemas enfrentados na área da educação reflete-se na baixa freqüência às aulas. Os filhos de famílias pobres e numerosas começam a trabalhar aos dez anos para ajudar aos pais, embora a lei determine que a educação escolar seja obrigatória entre os 7 e 14 anos.
O Ministério da Educação tem, na prática, o controle final sobre toda a educação superior. O Conselho Nacional de Educação é seu órgão principal de normatização. O governo federal mantém pelo menos uma universidade federal em cada estado. Devido à grande demanda pela educação superior e à falta de espaço, o ingresso nas faculdades e universidades, tanto públicas como privadas, depende da realização de um exame específico, chamado vestibular. Após completar o curso, os estudantes universitários obtém o grau de bacharelado e com um ano adicional de formação docente podem obter a licenciatura.
Há 20 anos, havia poucos cursos de pós-graduação no Brasil. Em 1996, existiam 851 estabelecimentos de ensino de 3º grau, que incluíam 127 universidades. Atualmente, são oferecidos mais de mil cursos de pós-graduação, a maioria dos quais tem o privilégio de contar com corpos docentes altamente qualificados, estando à altura de instituições similares nos países mais avançados.


* A educação infantil, que é concebida como etapa preliminar da escolaridade. Somente começou a ser organizada e regulamentada após a Constituição Federal de 1988.
** Quando inclui habilitação profissional, pode durar quatro ou cinco anos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar. Você tem o direito de gostar ou não e de concordar ou não com nossas postagens, por isso antes de escrever palavrões tenha atitudes mais inteligentes: procure outro blog, faça um se és capaz ou vai tratar das tuas frustrações.