sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Censo Brasil 2010

A média de crescimento da população brasileira continua decrescendo. Entre 2001 e 2010, a população brasileira cresceu 12 %, contra 15,6% na década anterior.
As regiões Norte e Centro-Oeste tiveram crescimento populacional acima da média, em razão da migração interna no país. As fronteiras agrícolas e as capitais dessas regiões atraem agora a população das regiões Sul e Sudeste, invertendo o sentido do fluxo migratório tradicional, graças á boa dinâmica da economia. Já o Nordeste passou a fixar mais sua população, principalmente a que vive na costa e nas capitais de estados.
A população brasileira continua concentrada em três estados do Sudeste (SP, RJ, e MG), nos quais vivem mais de 80 milhões de habitantes, que representa 42,1% do total de habitantes.
O censo de 2010 apontou uma redução significativa da população que vive no campo: 84% dos brasileiros vivem nas cidades. Em 2000, essa proporção era de 81%. As condições de vida urbana fazem com que as mulheres tenham menos filhos que as do campo.
A queda na taxa de fecundidade associada a maior longevidade dos brasileiros começa a dar à pirâmide brasileira um contorno deformado, típico dos países mais desenvolvidos.
A carência de residências, calculada em 2008 pelo Ministério das Cidades em 5,5 milhões de moradias, é menor que o número de domicílios vazios contabilizados pelo censo – mais de 6,1 milhões.

Para saber mais adquira o Guia do estudante – Atualidades 1 semestre 2011 - da Editora Abril.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar. Você tem o direito de gostar ou não e de concordar ou não com nossas postagens, por isso antes de escrever palavrões tenha atitudes mais inteligentes: procure outro blog, faça um se és capaz ou vai tratar das tuas frustrações.